Mulheres de Barro (O remake do remake de Mulheres de Areia) – Por Renzo Mora

O jovem Marcos Assunção está de volta à cidade litorânea de Pontal D’Areia para auxiliar nos negócios da família Assunção, que incluem a primeira fábrica de bonecos de ventríloquo sem orifício para inserção das mãos. O que, a princípio, parecia uma inovação na área acabou resultando em um encalhe monstro e pode levar os Assunção à falência. Só Marcos pode desviar desta rota e levá-los com segurança até a bancarrota. Marcos Assunção servia como paraquedista no exército tuniasiano. Como as forças armadas tunisianas não dispõe de aviões, Marcos ficava longas horas ocioso. O rapaz conhece e se apaixona pela doce Ruth, filha de uma família de pobres pescadores, ainda mais pobres por escolherem trabalhar em uma região sem mar, lago ou rio. Mas Marcos acaba envolvido por Raquel, a irmã gêmea de Ruth. Raquel e Ruth são idênticas, o que é reforçado pelo fato de serem siamesas. Nem o fato de terem 17 anos de diferença de idade impede a confusão entre as duas. Aos 15 anos de idade, um médico da capital quis separá-las, mas a família não permitiu, já que isso implicaria em perder todo o guarda roupa das irmãs, com vestidos projetados para servirem apenas em corpos ligados pelo quadril. As irmãs tem personalidades muito opostas. Enquanto Ruth é uma piranha desqualificada, Raquel só consegue pensar em sexo… (continua em Clipping Bizarro – a nova onda da juventude)

Uma resposta para “Mulheres de Barro (O remake do remake de Mulheres de Areia) – Por Renzo Mora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s