Masturbação Enfrenta Preconceito Para Virar Esporte Olímpico

Segue nossa entrevista com Paulo Guimarães Ferreto, Presidente da Associação Paulista de Masturbação
– Paulo, Qual sua reivindicação ao Comitê Olímpico Internacional?
– Queremos o fim do preconceito e que a masturbação seja incluída nos esportes olímpicos profissionais. Temos atletas preparados e estamos prontos para trazer muitas medalhas de ouro, especialmente agora que as olimpíadas serão realizadas em solo pátrio
– Qual exatamente o tipo de preconceito que vocês enfrentam?
– Muitos. Dos conservadores; dos demais atletas, que embora tenham participado ativamente e se engajado na categoria, agora negam seu apoio para a profissionalização de seus ex-colegas e até mesmo dos ambientalistas.
– Qual a posição dos ambientalistas sobre o tema?
– Como a maior parte de nosso treinamento é praticada embaixo do chuveiro, eles nos acusam de falta de engajamento ambiental.
– Como exatamente vocês iriam competir?
– Olha, no princípio, nossa agremiação se limitava a acolher os atletas, cuidar dos occupational hazards da categoria.
– Como, por exemplo…?
– Basicamente, a lesão por esforço repetitivo, o crescimento capilar na palma das mãos, a palidez excessiva – sem mencionar a compra de equipamentos, tais como hidratante e DVDs


– Mas, voltando às categorias…
– Olha, com a soma dos competidores, foi possível criar uma série de modalidades – com e sem estímulo visual; premiação por repetição, distância e duração; com e sem chuveiro, categoria solo e coletiva…
– Como foi a receptividade de comitê?
– Demasiadamente antiprofissional. Em primeiro lugar, eles se recusaram terminantemente a apertar nossas mãos na porta do comitê e usaram uma luvinha para pegar nosso ofício. Mas nada disso vai nos interromper. Estamos buscando o patrocínio de sites pornô, de anti-inflamatórios, de bancos de esperma, e vamos prosseguir com nossa campanha “Dê uma mão para nossa causa”
– Vocês recusam o título de punheteiros…
– Punheteiro é o praticante amador, sem engajamento e sem finalidade esportiva. Somos MASTURBADORES!!! Também recusamos o pedante título de onanistas. Sabemos que Onã, segundo a bíblia, não era um masturbador, já que poderia ter relações com Tamar. A Bíblia diz que Onã “desperdiçou o seu esperma na terra” ou seja, não a inseminou, jogando dessa forma fora seu esperma, conduta essa que aborreceu a Deus que tirou sua vida. Nossos profissionais não tem o luxo de ter mulher para desperdiçar. Eles entram no esporte por falta de vida social e em busca de aceitação e companheirismo. Nos chamar de punheteiros é como chamar um motociclista de motoqueiro, um piloto de motorista…

A morte de Onã, mártir da causa, por Franc Lanjšček.

2 Respostas para “Masturbação Enfrenta Preconceito Para Virar Esporte Olímpico

    • Curiosamente, aos 13, 14 anos, teria sido um atleta de padrão universal, um Pelé com um braço mais musculoso do que o outro…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s