Crítico Renzo Mora avalia o filme de Bruna Surfistinha

Movido pelo intenso hype da mídia, fui à locadora local de meu bairro (também local) e pedi o filme de Bruna Surfistinha.

Recebi o filme “Aventuras de Bruna Surfistinha e Suas Amigas no Sex Shop”.

Para minha surpresa, a Deborah Secco (que, junto com a menina Maísa, está entre os maiores talentos da nova geração de artistas) não aparece em nenhuma cena.

Para piorar, o título me pareceu profundamente enganador.

As “amigas” de Bruna Surfistinha…  Pois sim!!!

Com exceção de duas moças em particular, que demonstraram grande intimidade na frente das câmeras, não há nada que sugira que as moças sejam, de fato, “amigas”.

Os diálogos foram uma particular decepção para quem esperava um grande roteiro. Repetem-se infinitamente grunhidos e palavrões que mesmo a mim, veterano homem de cinema, deixaram chocado.

O enredo me pareceu uma interminável série de encontros fortuitos e desconectados de uma espinha dorsal que dirija a estória ou que mostre os dilemas das personagens na tradição shakesperiana.

Não há nenhuma cena de surf (nem nada que sugira que a protagonista seja praticante do esporte praiano) ou de atividade litorânea assemelhada (Por que diabos ela se chama surfistinha?).

O desapontamento com o filme se completa com o desconcertante fato de que  o livro que aparentemente o inspirou falava  algo sobre escorpiões e no  filme não aparece nenhum animal peçonhento, o que pode ser especialmente desalentador para amantes da fauna em geral, que porventura tenham se interessado pela película em razão de seu envolvimento com a nostalgia que cerca o falecido acervo da Butantã, devorado por chamas inclementes.

Minha avaliação: O melhor filme brasileiro em anos. Ótimo.

3 Respostas para “Crítico Renzo Mora avalia o filme de Bruna Surfistinha

  1. Impressionante. Acho que depois do Mickey Spillane nenhum outro escritor interpretou seu próprio personagem nas telas, me equivoco? Fico impressionado na falta de alarde midiático para um acontecimento como esse!
    No mais, belíssima resenha. Fico feliz de saber logo que não há escorpiões nem praias no filme, sempre quebro a cara com esses títulos de filme mentirosos.

    • Recomendo.
      Bruna Surfistina e suas Amigas no Sex Shop é uma dessas obras para guardar no lado esquerdo do peito, junto do coração.
      E bem escondido no fundo do armário

      Abração, Luiz

      Renzo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s