Como proibiram nos ônibus, publico de graça aqui

2 Respostas para “Como proibiram nos ônibus, publico de graça aqui

  1. Estou implicante com teu blog ultimamente, mas não resisto estocar o falso agnóstico, que tem até santo, o Sinatra, na religião de A Voz. Einstein acreditava em Deus, Stalin não. Se Deus existe, só o que não lhe nega é permitido. A fé, junto com a outra coluna do templo, a razão, sustenta o conhecimento humano. Não existem deuses, mas um só Deus, portanto não somos ateus em relação ao que não existe. Pronto, impliquei bastante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s