Libertas quæ sera tamen

Se você não acredita em perfeição, deve ler a entrevista de Charles Wilson, porta-voz do partido Movimento Nacional Socialista, à Folha.

Wilson é um perfeito idiota.

Wilson diz ter “orgulho de ser branco”.

Ter orgulho de um mero acidente genético é de uma estupidez incomparável, digna de um idiota consumado, perfeito, que não parece ser assombrado por nem um sopro de inteligência ou racionalidade.

Mas, como analisa Hélio Schwartsman, na mesma página em que é publicada a entrevista com este imbecil fundamental, a existência de seu grupo radical é efeito colateral de liberdade de expressão.

Schwartsman comenta: “Os EUA levam a sério a liberdade de expressão, estabelecida na 1ª emenda à Constituição. Toleram a existência de grupos provocativamente radicais e lhes garantem o direito de fazer manifestações públicas.
Lá, você pode defender teses racistas, comunistas, nazistas. Pode até advogar pela eliminação do governo federal. Desde que não atire bombas contra prédios públicos, o pior que pode lhe acontecer é ter agentes do FBI monitorando suas ações. Nem o “Patriot Act” (as leis pós-11 de Setembro que moeram os direitos civis) mexeu muito com a liberdade de expressão.”

A livre manifestação de estúpidos como Wilson e sua gangue racista de neonazistas é o preço que temos que pagar pela liberdade de expressão.

Mas é pequeno.

Quando o PT faz movimentos no sentido de restringir a imprensa “burguesa”, quando jornais europeus pedem desculpas por publicar caricaturas de Maomé, a liberdade de expressão está sendo ameaçada.

E ela é muito mais importante que o espaço que garante – paradoxalmente –  a um animal como Charles Wilson.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s