Alan Bergman: Liricamente

Alan Bergman tem um fio de voz. Comparar sua interpretação com os gigantes que cantaram as mesmas canções que integram esse álbum seria uma covardia. Sinatra, Sarah, Tony, Barbra…

Então, vale comprar esse álbum?

Com certeza.

Porque Alan (com sua esposa Marilyn) escreveu todas as letras, em parceria com grandes como Michel Legrand.

Alan compensa a falta de voz com uma compreensão das letras própria de quem as escreveu, de quem ficou lapidando cada palavra.

Como por exemplo, The Windmills Of Your Mind. A música foi escrita para o filme de Steve McQueen, The Thomas Crown Affair, em 1968.

Marilyn Bergman falou sobre a criação da canção: “Norman Jewison, o diretor, queria uma canção que não entregasse a trama – ele só queria expor o caráter agitado e desconfortável da personagem. Michel escreveu seis ou sete melodias e… no final, nós três escolhemos a mais estranha, quase barroca…”

De qualquer forma, nesta canção. Alan e Marilyn colocaram um dos versos mais bonitos já escritos em qualquer parte do mundo sobre como quase tudo pode lembrar um amor perdido: “When you knew that it was over, Were you suddenly aware, That the autumn leaves were turning To the color of her hair”

Ou, na minha péssima tradução: “Quando você soube que estava tudo acabado, subitamente você se deu conta, de que as folhas do outono estavam ficando da cor do cabelo dela”

Independente do resto da letra, esse trecho vale quase que como um Haicai, terrivelmente triste, infinitamente bonito.

E ouvir esse verso na voz do compositor vale a compra.

Ouça.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s