Juízes Argentinos: Tão Bons Quanto Os Nossos

O problema com a juíza argentina Marta Covella não é ser uma vaca filha da puta. Pelo contrário, isso é bom: prova que a distribuição de vacas filhas da puta é absolutamente democrática: elas surgem em todos os países e em todas as profissões.

O problema é outro: O fato dela esconder seus preconceitos e sua sexualidade mal resolvida por trás da religiosidade. E ainda tentar se vender como heroína, alegando que vai resistir até a morte contra uma decisão da justiça que a vaca é paga para cumprir.

Claro, ninguém ameaçou a tal juíza de morte. Ela está tentando passar sua insubordinação por grandeza moral.

Só para constar: mesmo sendo ateu de carteirinha, eu sei que a Bíblia não se manifesta sobre a homossexualidade. Leia o livro “As Mais Famosas Lendas, Mitos e Mentiras da História do Mundo”, de Richard Shenkman. Lá ele diz o seguinte: “A maldade de Sodoma está bem estabelecida na Bíblia, mas a ampla crença de que os sodomitas praticavam sodomia homossexual é pura suposição. Nos lugares em que a Bíblia se refere aos pecados dos sodomitas menciona-se orgulho, ganância e riqueza, mas não homossexualidade. “Em nenhum momento” diz o historiador John Boswell, de Yale, “o pecado dos sodomitas é especificado como homossexualidade”. É verdade que, depois que Lot leva os anjos para sua casa, uma multidão de homens exige que ele “os traga até nós, pois queremos conhecê-los”. Mas não há razão para se inferir que a multidão deseje “conhecê-los” carnalmente. Antes da era cristã Sodoma nunca foi associada ao homossexualismo”.

E Cristo?  Shenkman esclarece: “Ele nunca pregou contra a homossexualidade. Parece que nunca mencionou o assunto”.

Quanto ao casamento homossexual, sou totalmente a favor: Não é justo que só nós, heterossexuais, tenhamos que sofrer com a vida conjugal.

Juíza argentina se nega a casar gays mesmo que “custe sua própria vida”

DA FRANCE PRESSE, EM BUENOS AIRES

Uma juíza de paz argentina afirmou nesta sexta-feira que jamais realizará o casamento de casais homossexuais, um dia depois de o Senado aprovar uma lei que autoriza essas uniões.

“Que me acusem do que quiser. Deus me diz uma coisa e eu vou obedecer com todo rigor, mesmo que custe meu cargo, e mesmo que me custe a vida”, afirmou Marta Covella, juíza de paz da cidade de General Pico.

“Fui criada lendo a Bíblia e sei o que Deus pensa. Deus ama a todos, mas não aprova as coisas ruins que as pessoas fazem. E uma relação entre homossexuais é uma coisa ruim diante dos olhos de Deus”, assinalou ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s