Edson Aran Estreia Como Cineasta

Edson Aran, escritor e editor da Playboy, estreia como cineasta com uma peça que nos leva à distante Bombaim (Também conhecida como Mumbai) e discute temas como a infância, a moda e o conceito indiano de hombridade.

Impossível assistir sem pensar no corte epistemológico, que vocês sabem é um conceito fundamental no interior da epistemologia de Gaston Bachelard, que designa e explica as rupturas ou as mudanças súbitas que acontecem ao longo do processo de evolução na busca de uma crescente objetividade, em que o racional, que é construído, se vai sobrepondo num esforço constante ao consciencial, que é meramente subjetivo. A atitude da personagem, ao substituir os trajes típicos de sua região e assumir uma vestimenta ocidental pode ser vista como uma metáfora da Índia moderna rompendo subitamente com sua tradição e, dentro da visão epistemológica, cortando os laços com uma visão primitivista ao abraçar valores de outra civilização? Isso é uma submissão ou um  corte epistemológico em direção à consolidação de uma visão de modernidade?

A renovação só ocorre com o rompimento com o passado ou é possível conciliar tradição e avanço?

Sei não: Qualquer que seja a resposta, o Oscar de filme estrangeiro ganha um concorrente de peso…

Clique aqui para assistir

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s