Carla Perez e o Código Caravaggio

Carla Perez entra no subsolo do Louvre. Lá encontra o curador Jacques Saunière agonizante, com uma adaga prateada enfiada em seu peito. Carla se aproxima.

– O que houve, professor?

– Carla, eu sei que você veio para Paris para ensinar dança primitiva brasileira, mas vou precisar que você anote isso. É muito importante. Não existe um código Da Vinci. O código é de Caravaggio. A chave do mistério está no quadro A Ceia de Emmaus, no qual  Jesus, ainda incógnito, surge para seus discípulos, conforme o evangelho de Lucas 24: 30-31.

O Santo Graau não é a prole de Maria Madalena. É uma receita. Uma receita do pão servido na Santa Ceia. Veja como a mão de Cristo aponta para o pão. Um segredo guardado há séculos. A proporção exata de trigo para o pão ficar crocante.  Os arabescos são a chave para a receita. Isso é fundamental, Carla. Este segredo não pode morrer comigo, entende? Isso pode mudar a história da gastronomia mundial. Anotou tudo? Caravaggio. Caravaggio é a resposta.

“Peraumpouco…” diz Carla, levantando a caneta do bloco e ajustando os óculos “Caralho de quem, professor?”

Anúncios

2 Respostas para “Carla Perez e o Código Caravaggio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s