Revelação: Nostradamus Previu a Banda Calypso

A freira carmelita Anne Theresé d’Avignons, francesa, 86 anos, é considerada a maior autoridade em profecias de Nostradamus. Ela acaba de publicar um livro definitivo sobre o tema, mostrando que todas as profecias de Nostradamus diziam respeito ao Estado do Pará, no Brasil.

A freira carmelita Anne Theresé d’Avignons

Perguntada se isso representaria algum destaque no plano internacional para o estado brasileiro, a irmã Anne é clara: “Nem fudendo. Nostradamus dedicou-se ao estudo do Pará de chinfra”.

Michel de Nostredame, médico, profeta, visionário e, inexplicavelmente, com fixação no Pará.

Convidada a ampliar sua tese, a irmã Anne mostra dados fantásticos e inexplicáveis:

“Pegue a quadra

Centúria X, Quadra LXXII:

“O ano de 1999 sete meses
Do céu virá o grande rei do terror.
Para ressuscitar o grande rei dos mongóis
Antes e depois Marte reina para boa sorte.”

O que aconteceu na história do Pará em 1999? Nada menos do que o lançamento da Banda Calypso. E, em francês, os termos “Marte” e “Merde” são muito semelhantes, assim como mongóis e mongoloides.” explica a madre.

Banda Calypso: Nostradamus nos advertiu sobre essa tragédia…

“Ou a quadra

“O céu queimará a quarenta e cinco graus,
O fogo aproxima-se da grande cidade nova:
Num instante uma enorme chama saltará e se espalhará,
Quando alguém desejará exigir prova dos normandos.”

Muitas pessoas pensam que 45º. É uma latitude. Na verdade, é a temperatura ambiente dos folguedos do Círio de Nazaré que ocorrem na região, com suas fogueiras.

Os normandos são, obviamente, uma referência aos trajes normandos, muito semelhantes aos usados pelos paraenses.

Povo Normando

Convidada a explicar a quadra

II-29
Um Oriental sairá de sua sede
e pelos montes Apeninos verá a Gália:
atravessando céu, águas e neve,
e a todos golpeará.

Madre Anne a relaciona com a eleição da governadora do PT Ana Júlia de Vasconcelos Carepa e, estranhamente, com Luiz Gushiken, acrescentando: “Se tem oriental aplicando golpe na parada, ele deve estar no meio…”

(Gushiken (Um Oriental) sairá de sua sede (na foto, ainda dentro da sede do PT, ditando uma mensagem para a opinião pública)

“Veja a quadra

II-97
Romano Pontífice guarde de aproximar-se
da cidade banhada por dois rios,
o sangue espumará, seu e dos seus,
quando a rosa florir.

Porque o Papa nunca visitou Belém

do Pará (banhada pelos rios  Guamá e pela foz do   Amazonas) desde que Ana Júlia foi eleita (‘a rosa’ – símbolo socialista – ‘floriu’)? Simples. O alemão sabia que ia dar treta.” Explica a madre.

Seu livro “Nostradamus e Pará” será lançado em Paris no próximo Sábado. Por tratar-se da obra de uma freira carmelita, não haverá noite de autógrafos, mas sim uma tarde regada a chazinho com bolachas – e sem a participação da autora, que não é chegada nesses desfrutes mundanos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s