“Isaias Lima & Dayane” E Os Conflitos da Sexualidade Feminina Suburbana Hiperativa

Enquanto avançam na versão da obra completa de Stephen Sondheim para o português, Isaias Lima & Dayane não descuidam da carreira nacional.

Seu mais recente trabalho, “A Love Baby”, aborda a complexa questão da libido feminina do ponto de vista masculino.

“A Love Baby” pode ser vista como uma resposta à crescente preocupação com o avanço do Desejo Sexual Hipoativo (DSH), que já acomete um terço da população feminina e caracteriza-se pela redução do desejo sexual.

“A Love Baby” apresenta o drama de uma mulher tão dominada pelo seu oposto, o  Desejo Sexual Hiperativo, que se mostra disposta a copular até com… Isaias Lima!!!

O DSH, em comparação, não é tão grave assim, parece dizer a canção.

A direção do clipe inova ao incorporar sofisticadas metáforas cênicas.

Repare que quando Isaias fala das desgastantes demandas sexuais de sua parceira (que incluem, surpreendentemente, práticas S&M. Nasce uma nova sexualidade no sertão? Ou será que ele é espancado pela parceira por incompetência na execução dos deveres conjugais? Bem, qualquer que seja a razão, apoio incondicionalmente todas as inciativas de estapear Isaias ), ele parece cercado por uma floresta de falos de madeira em riste, como que perdido na selva escura  de seu próprio desejo.

A melodia, a letra e o clipe (filmado nas deslumbrantes locações do parque Tucumã, o que sem dúvida impactará enormemente o fluxo turístico da região), integrando um todo harmonioso, não decepcionam, formando um quadro da sexualidade contemporânea e dos desafios da vida do homem não urbano e de alguma forma desconectado das evoluções da moderna psique feminina, que parecem estar finalmente chegando no Pará.

Pequenos erros de filmagem e de continuidade – tais como Isaias andar com uma chave de automóvel pendurada na cinta (quando seu meio de locomoção é a bicicleta) ou o fato da empregada não ter encerrado a arrumação da casa e ser vista pela porta entreaberta quando o casal inicia sua dança do acasalamento – longe de diminuir o impacto do trabalho, parecem acrescentar mais camadas de profundidade à obra .

Mais que erros, críticos mais atentos, tais como Ronald Perrone, do Dementia 13, veem na presença da empregada uma citação de Rebecca, de Hitchcock.

Aliás, é impressão minha ou o casal reside em uma clínica de estética? Em caso positivo, o negócio vai tão mal que é possível dar vazão aos instintos mais baixos e bestiais a qualquer hora do dia sem risco de encontrar nenhum cliente?

Por sinal, falando em locomoção, atentem para a capacidade de Isaias de andar de bicicleta sem pedalar, certamente um recurso para poupar energia e fazer frente às sofisticadas  (e quiçá bizarras) demandas conjugais de sua parceira.

Nasce um clássico da canção.

Para a crescente legião de fãs de Isaias Lima & Dayane, segue outro neoclássico, uma apologia das vantagens do uso de copos descartáveis e do estímulo dissimulado da propagação da sapataria.

4 Respostas para ““Isaias Lima & Dayane” E Os Conflitos da Sexualidade Feminina Suburbana Hiperativa

  1. Bela música. Mas o que mais impressiona é a qualidade técnica e a sensibilidade artística do clip. Fica claro que Isaias chegou para revolucionar o universo do audiovisual.

    Gostei, especialmente, da pequena participação da empregada que aparece rapidamente passando no outro cômodo segurando uma sacola. De longe é a personagem mais complexa e coerente de todo o vídeo. Ela é enigmática, misteriosa e sabe de todas as intimidades do casal, enfim… o clip peca por não explorar mais a figura dela, principalmente porque empregadas misteriosas são sempre interessantes (até me lembrei da gorvenanta de Rebecca, de Hitchcock, talvez uma influência para a cena) e repare bem que a atriz é muito expressiva.

    Enfim, Renzo, o clip todo é um verdadeiro achado…

    Grande abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s