Governo Estimula as Artes e Premia Bailarino de Brasília

Esta semana você terá uma excelente oportunidade de descobrir como o governo gasta o dinheiro de seus impostos.
A Ordem de Rio Branco, condecoração oferecida pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, será dada a Bruno Gaspar.
“Bruno quem?” Perguntará você.
Bruno Gaspar, respondo eu, a figura escrota que improvisou uma dancinha do créu ao lado de Marco Aurélio Garcia, nosso querido Marquito Top Top, tripudiando das famílias enlutadas que perderam parentes e amigos com o acidente envolvendo o avião da TAM.
A comenda, lembra a revista Veja, é oferecida pelo Itamaraty “para estimular feitos dignos de honrosa menção”.
Não sei quem são os condecorados com a singela homenagem.
Mas, se eu estivesse entre eles e me visse nesse tipo de companhia, devolveria a homenagem imediatamente com uma nota de repúdio.

Acima, Bruno Gaspar, em sua tocante contribuição para o desenvolvimento das artes cênicas nacionais, dança o créu ao lado de Marquito Top Top. Twyla Tharp comentou que, embora falte um pouco de ritmo ao rapaz, ele compensa com expressividade e entusiasmo genuíno. Bruno Gaspar é uma espécie de Ana Maria Botafogo das tragédias alheias, um Nijinsky do puxa saquismo e – por que não? – a Carla Perez dos tempos lulistas.

3 Respostas para “Governo Estimula as Artes e Premia Bailarino de Brasília

  1. Mestre Renzo, não tenho procuração e nem quero, mas todo mundo sabe que o tal top,top não foi “tripudiando das famílias enlutadas que perderam parentes e amigos com o acidente envolvendo o avião da TAM” e sim para a querida Rede Globo que queria porque queria culpar o presidente pela tragédia, quando ficou provado, mais que provado e de novo provado que o acidente foi uma infeliz barberagem dos pilotos que tentaram pousar com os controles acelerando.
    Abraço
    Simch

    • Amigo Simch:
      Obrigado pela visita. Não há dúvida que houve precipitação na atribuição de culpas pelo episódio.
      Mas também não há como negar que a comemoração do episódio, do tipo “tiraram esses cadáveres das minhas costas”, mesmo em privado, não pega bem.
      O que eu pergunto é o seguinte: se vc tivesse um ente querido entre as vítimas, aprovaria o gesto dos dois, qualquer que fosse a explicação?
      Eu – com a mesma serenidade e boa educação de sua mensagem – discordo da sua posição.
      Acho que quando um acidente enluta o país, as autoridades devem manter a compostura, e não comemorar com um top top sua eventual isenção de culpa. Nem dar medalha para o dançarino do créu que compartilha esse alívio.
      Abração e volte sempre – nem que seja para discordar das não poucas besteiras que eu escrevo
      Renzo

  2. Pingback: Críticas Injustas Tentam Macular a Medalha de Nossa Primeira Dama « Renzo Mora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s