O Conar nos protege de Paris Hilton

Vem cá: Não sou fã nem de Paris Hilton nem de cerveja. Logo, sou absolutamente imparcial para opinar sobre a decisão do Conar proibindo a veiculação dos comerciais com a socialite debiloide divulgando a marca Devassa.
Em primeiro lugar, ela já fez coisas muito mais ousadas nos EUA para vender hambúrguer, em um país muito mais conservador – e ninguém tirou o comercial do ar.

Em segundo, o comercial da Schincariol não tem nada de indecente. Todo comercial de cerveja que é exibido no país apoia-se no tripé bunda-praia-sol. Ou, quando querem variar, no tripé bunda-bunda-bunda (Bar da Boa, alguém?). Não deixa de ser uma forma de fazer os consumidores esquecerem que a maior parte das cervejas é tomada em botecos imundos, cheios de moscas, repletos de gente feia e com uma TV de 18 polegadas ligada na Record com bom bril na antena…

Por que este anúncio em especial feriu a sensibilidade do espectador brasileiro?
Claro, o derrière de Paris nem de longe pode ser comparado aos que habitualmente preenchem esses comerciais, mas não creio que esta tenha sido a razão de sua interdição.
Definitivamente, se há uma área em que o Brasil não precisa adotar medidas protecionistas para o produto interno é o departamento de dotes calipígios.

Mais, parece-me muito mais pornográfico o comercial da Brahma, onde o jogador Ronaldinho (aquele dos três travestis) declara-se brasileiro e guerreiro (como se essas coisas fossem sinônimos) e comemora suas vitórias com a cerveja. Essa concepção estúpida, apoiada pelo governo (sou brasileiro, não desisto nunca… Ora, só não desiste nunca quem perde sempre), de que o fato de nascermos no Brasil nos torna mais dispostos a vencer os desafios me ofende muito mais do que as perninhas finas da Paris Hilton; essa ideia distorcida de patriotismo e nacionalismo combinado com alcoolismo que me parece absolutamente indecente – para não dizer fascista. Por sinal, será que alguém já pensou que esta relação “jogador de futebol/guerreiro” pode estimular as hordas de retardados mentais de torcidas organizadas que marcam encontros para guerrear em praça pública? Bem, nem assim eu sugeriria censurar esta bobagem.

Agradeço ao Conar por me proteger dos gambitos da Paris Hilton, mas, sinceramente, eu dispensava a ajuda.

10 Respostas para “O Conar nos protege de Paris Hilton

  1. qualquer pessoa,seja quem for,me revolta profundamente
    qualquer pessoa,seja quem for,não consegue me assimilar

    • Amigo poeta:
      Como admirador de sua obra, só raramente faço comentários ou reparos. Nesta pequena peça, por exemplo, senti uma desagradável influência de… Paulo Coelho, em sua obra máxima, a letra da canção “Eu sou rebelde pq o mundo quis assim… e nunca me trataram com amor… e as pessoas se fecharam para mim…”
      Gravação de Lilian, na época ainda bastante comível.
      Não estou dizendo que tenha sido intencional, mas, ainda assim, cuidado.
      Abraços

      Renzo

    • Foi um prazer, Matheus.
      E se vc souber de alguém que possa nos apresentar PESSOALMENTE às coxas da moça, avise imediatamente.
      Forte Abraço e Volte Sempre
      Renzo

  2. nunca li nada de paulo coelho,exceto é claro nas músicas do raul seixas
    eu quero dizer outra coisa
    “não seja feliz
    naõ seja esperto
    não seja o melhor
    seja o que não pode ser assimilado”

  3. como diria schopenhauer( ou o que eu acho que ele quis dizer)
    seja o que for acaba sendo assimilado e se tornando óbvio
    acho que nada pode ser mais revoltante do que isso

  4. sabe qual é a coisa mais revoltante dos últimos tempos?
    o filme do tarantino inglorious bastards
    toda a crítica especializada em filmes b no brasil são unãnimes em elogios desvairados pra essa verdadeira merda nenhuma
    tudo bem brincar com a história,mas brinca de verdade filho da puta,não pra chupar o pau do patrâo
    vão toma no cú

  5. Pingback: Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres Salva o País da Ameaça de Paris Hilton. « Renzo Mora

  6. Pingback: Retaliação a itens dos EUA começa por Piranhas « Renzo Mora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s