Simpatia é Quase Amor. E Selinho é Quase Penetração.

Carnaval. Tempo de alegria. Tempo de descontração. Tempo de tomar umas bebidas a mais. Tempo de tomar uns cornos pelas costas. Tudo bem, é parte do jogo.
Mas cornos pela frente pode ser meio constrangedor.
O negócio do selinho. Seguinte: Selinho é quase beijo de língua. E beijo de língua é quase penetração. Vaginal, na melhor das hipóteses. Quer ser moderninho? Coloca brinco. Mas autorizar a cara metade a distribuir selinhos, não.
Sendo assim, o que fazer se a sua namorada resolve dar selinhos nos seus amigos, na sua frente?
Bem, se você é o Jesus Luz e sua namorada tem um pouco mais de recursos financeiros que você, a sugestão é não fazer nada.
Olha para o lado. Vai discotecar em prol do Haiti um pouco que passa. Comente ironicamente: “A véia quando bebe é fogo…”, fingindo senso de humor. Não há coração de pedra que não se comova com um corno bem humorado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s