Livros que eu preciso comprar (e você provavelmente não, seu bastardo sortudo)…

Coloco em minha lista de compras o livro “How to Live with a Huge Penis: Advice, Meditations, and Wisdom for Men Who Have Too Much “, escrito por Richard Jacob e Owen Thomas.
Alguém já deve ter dito para você que seu pênis é excepcionalmente grande. Olha: quando você está pagando, as moças que alugam a genitália para entretenimento de cavalheiros tendem a fazer esse tipo de afirmação de forma geralmente desembasada, portanto, esqueça: Essa não é uma avaliação válida.
O livro sugere o seguinte: Não há um método universal para determinar se você é portador um pênis excepcionalmente grande, como é o caso deste autor. Há os casos dos “baguetes” – longos e finos, ou das “latas de atum” – curtos e grossos.
Existem seis perguntas básicas, segundo o livro, que os urologistas fazem para determinar a presença da condição:
1 – Você já prendeu seu pênis em um assento de toalete?
2 – Suas parceiras reclamam de desconforto abdominal durante o ato?
3 – Você já sentiu dormência nos pés ou nas mãos durante uma ereção?
4 – Você compra calças ou cuecas extra largas para acomodar seu pênis?
5 – Você já teve impulsos de ferir seu pênis?
6 – Você consegue tocar a base de sua espinha com seu pênis?
Responder “Sim” quatro ou mais vezes indica a presença da condição, e, não, não é tão bom quanto dizem.
Existem problemas.
Por exemplo, é péssimo usar o toalete e sempre ter que experimentar a louça fria ou a água no seu membro.

O volume de sangue necessário para preencher os corpos cavernosos é imenso, o que – com o avanço da idade – pode ser um problema para quem apresenta a condição em conjunto com deficiências circulatórias.
Certas moças, embora apreciem o conjunto da obra para fins estéticos, podem mostrar alguma hesitação em abrigar seu amigo.
Bill Clinton, em um debate na campanha presidencial nos anos 1990, usou a expressão “I feel your pain.”, dirigindo-se a um desempregado. Embora não na mesma proporção, o pensamento me ocorre sempre que penso na trajetória trágica de John Holmes.

Anúncios

6 Respostas para “Livros que eu preciso comprar (e você provavelmente não, seu bastardo sortudo)…

  1. eu não vomito todos os dias e me sinto bem
    se eu vomitasse todos os dias me senteria melhor

    eu não quero morrer como um homem
    de tristeza
    eu quero morrer como um porco
    de beleza

    um homem sentado no canto
    um homen saindo do vaso sanitário
    o homen saido do vaso sanitário conversa
    com o homem sentado no canto
    conversam sobre merda nenhuma

    nâo vamos nos preparar para competir no mercado de trabalho
    vamos nos preparar para assaltar e matar

    • Fábio:
      Está ótimo, mas o anterior era mais divertido.
      Adorei o trocadilho com o Papa.
      E, claro, se assaltar e matar não der certo, resta concorrer a uma vaguinha no legislativo, que custa mais barato do que no executivo.
      Renzo

  2. Bom, mas será que ter um pênis enorme é, de alguma maneira, similar a ter um pênis mínimo? Quero dizer, um monte de problemas (cada um com o seu, claro) e eventuais vantagens? Quero dizer, se ter um pênis pequeno pode fazer o indivíduo sofrer críticas, risadinhas e uma série de outros desaforos, já ouvi falar que fica mais fácil conseguir com que as moças, bom, permitam que outras áreas de sua anatomia sejam utilizadas para penetração, e não me refiro às narinas ou ouvidos. O que pensa disso?

    P.S: Se for verdade, “pobre” Renzo, hein…?

    • Luiz:
      De fato, ser portador da condição pode levar sim, à interdição de uso de certas áreas.
      É como ter obesidade mórbida e não poder usar a piscina das crianças no clube.
      Não, na verdade não tem nada a ver uma coisa com a outra, mas foi a primeira metáfora que me ocorreu.
      Agora, cá entre nós, que já somos amigos:
      Como é que te ocorreu essa ideia de penetração em narinas e ouvidos?
      Que tipo de filme vc anda vendo, Luiz?
      Deve ser pornografia baixa, suja e imoral.
      Se for o caso, dá para me passar o endereço do site?
      Só para eu evitar, sabe como é, não que eu queira ver essas coisas… Enfim, passe o endereço. Rápido.
      Abração
      Renzo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s