A Decadência na Educação

Para que diabos alguém vai para a faculdade? Para aprender? Ler um bom livro em casa custa mais barato e garante um aprendizado de melhor nível. Para ter um diploma na parede? Bem, desde o século passado diploma não garante mais emprego para ninguém.

Mais fácil fazer o que fez Luiz Gustavo Amorim: comer a neta do Sarney e pedir um empreguinho fazendo biquinho.

Logo, a única razão para ir à faculdade é observar as colegas gostosas.

Daí surge o caso da Uniban. A Geyse Arruda, 20, vai para a aula de minissaia. Ao invés de ser aplaudida e homenageada pelos colegas – no mínimo  como estímulo para as suas companheiras  adotarem  o mesmo visual (mulher adora competição) – hostilizam a moça.

É típico de perdedores desdenharem daquilo que nunca vão conseguir.

Para referências, vide La Fontaine, já no século XVII, que fez a raposa tentar alcançar as uvas e, depois de fracassar, dizer: “As uvas estão verdes”.

Talvez a roupa da moça fosse uma lembrança  afrontosa do fato de que eles teriam que se contentar com meninas mais feias – ou com a espanhola, a conhecida Palmita Dela Mano, a companheira mais fiel dos adolescentes com hormônios em ebulição.

Meu Deus, aquele jacaré maldito está comendo minha amante!!!

Meu Deus, aquele jacaré maldito está comendo minha amante!!

Mas o conservadorismo pequeno burguês, machista e retrógrado que encurralou uma moça de minissaia serve para mostrar como emburrecemos.

Se o futuro do país está nas mãos dessa gentalha, procure urgente refúgio na embaixada do Paraguai.

Observação: Alguns alunos tentam justificar a agressão injustificável alegando que a moça perseguida é prostituta. Crianças: a faculdade não é lugar para purgar a profissão escolhida pelas suas mães.

Deixem suas velhas faturarem um troco que a mensalidade da faculdade anda cara.

Anúncios

4 Respostas para “A Decadência na Educação

  1. Fato 1: Engraçado, até pouco tempo atrás uma boa parcela dos estudandes universitários que não frequentam shows da Madonna adoraria a presença de uma moça com um vestido curto na faculdade. O que será que deu errado?

    Fato 2: Esses programas de auditório são uma patifaria. Aproveitando-se do ocorrido, o apresentador pergunta pra Geysa se ela aceita botar o vestido para mostra que ele não tinha “nada demais”. Definitivamente o valor do conteúdo desse tipo de entretenimento não é muito menos anti-higiênico que o famigerado “2 Girls and 1 Cup”.

    Fato 2: O cretino que vos escreve ficou doido de vontade de ver a Geysa com esse vestido, de preferência com uma câmera estilo “Domingo Legal” filmando a moça…

  2. Gente invejosa, Luiz.
    Conservadorismo pequeno burguês, machismo de periferia, inveja.
    Claro, a moça está faturando nos programas de segunda categoria.
    Mas o comportamento dela, qualquer que seja, não justifica a horda de bárbaros reprimidos que fizeram do vestido dela uma razão para uma caça às bruxas.
    Como dizia o sábio Kiko, o companheiro do Chaves, “Gentalha, gentalha, gentalha…”
    Abração
    Renzo

  3. Renzo amigo, que belo libelo contra a intolerância você escreveu aqui, com cores e badulaques em língua pátria. No país dos sórdidos, moleques e políticos safados, que por representarem esse povo xinfrim, deveriam dar exemplo, a disposição xiita dos alunos da UNIBAN nos diz com clareza: já não há mais homens como no nosso tempo! Essa gentalha a qual se refere é, na maioria das vezes, o vizinho, que teima em desejar a filha do dono do bar da esquina, mas presume ser sua filha – vagabunda de plantão – uma virtuosa de inabalável moral. Tudo é uma mentira nesse balaio de gatos!

    • Oi, Jason:
      Quando é que essa garotada deixou de gostar de mulher, rapaz?
      Ainda bem que nós estamos aqui para apreciar as moças (e, no meu caso, por pressão da senhora minha esposa, uma admiração 100% platônica e absolutamente passiva)
      Abração
      Renzo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s