Monumento à Esposa Desconhecida

Luiza Brunet, aos supostos 45 anos, na capa da Revista Boa Forma, mais bonita do que 87,65% das mulheres com a metade de sua idade (Fonte: Instituto Renzo Mora de Estatística)

Antes que você diga que é tudo Photoshop, devo atestar que vi a moça de maiô branco, ao meu lado, em 1990, em Angra dos Reis, quando ela gravava a novela Araponga com Tarcísio Meira (Vi o Tarcísio também. Ela era melhor).

Ela não precisava do precioso programa de edição de imagens  naquela época e quero crer que prescinda do mesmo hoje em dia…

Sim, Cacá, não é só você que não esquece certos acontecimentos na vida das retinas tão fatigadas.

Bem, tudo isso para dizer que ela já teve 18 anos um dia e foi …babá.

Ou seja, houve uma mulher corajosa e autoconfiante o suficiente para colocar uma Luiza Brunet adolescente perto do marido, sob o mesmo teto.

(“The Hand That Rocks The Cradle Is The Hand That Rules The World”  escreveu William Ross Wallace. Imagina se ele visse as mãos da Brunet. Ou o resto…)

E lá ficava ela, vestindo roupas provocantes – sendo que (vamos combinar), em se tratando de Luiza, qualquer coisa que ela vista é provocante, desde uma mini saia até um escafandro para grandes profundidades.

A história não registrou o nome desta corajosa mulher.

Mas quando – à guisa do que é feito para os soldados – erguerem monumentos em honra da esposa desconhecida, é nesta brava senhora que estarei pensando quando depositar flores aos pés da estátua.

Monumento ao Landsoldaten (“Soldado

de infantaria desconhecido”) na Dinamarca

E, se meu calejado coração derramar uma lágrima, será pensando neste exemplar marido que via, diariamente, Luiza Brunet ao alcance das mãos – e em um prodigioso esforço de autocontrole, nunca disse uma palavra.

2 Respostas para “Monumento à Esposa Desconhecida

  1. Amigo Renzo,
    Me lembro de uma capa de revista com a Xuxa, Luiza Brunet e outra que não me recordo.Das duas é a mais inteira.
    Dizem que vai sair na Playboy novamente.
    Pelo jeito precisa de menos retoques do que outras “novinhas”.

    Abraço,
    Sávio

    • Grande Savio:
      Quando, no futuro, estudarem a tal fadiga de material, vão ter que ver o caso da Luiza com atenção.
      Abração

      Renzo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s