Danilo Gentili e a Praga Do Politicamente Correto

O humorista Danilo Gentili é a mais recente vítima da praga do politicamente correto.
Fez, no Twitter, a seguinte piada: “Agora no TeleCine King Kong, um macaco que depois q vai para a cidade e fica famoso pega uma loira. Quem ele acha que é? Jogador de futebol?”
Bom, antes que alguém diga que eu sou tão racista como ele, só para quem não me conhece, sou autor de um livro chamado “Fica Frio! Uma Breve História do Cool”, uma exaltação da cultura africana e do seu modo de lidar com a opressão.
Voltei ao assunto no meu livro sobre Sinatra, elogiando o modo como o cantor se colocava ao lado de músicos negros – incluindo Sammy Davis Jr. – na época brava da segregação racial norte-americana.
E, particularmente, sou absolutamente ofendido pelo conceito de raça – acho que somos todos nós – brancos, negros, judeus, homossexuais, etc. – igualmente ruins – ninguém se destaca positivamente por raça ou orientação sexual.

Minha opinião sobre o gênero humano não é das melhores…
Gentili é humorista – e não racista.
A série Family Guy (aqui no Bananão, Uma Família da Pesada) é extremamente engraçada exatamente por ofender igualmente a todos, sem a menor distinção.

Acho que foi o Millôr Fernandes (cito de memória ) quem disse que humor é não chamar a mãe de ninguém de minha senhora.

Podemos criticá-lo pela piada não ser grande coisa.
Mas essa onda de tachá-lo de racista é pura perseguição – e perda de tempo.
Aliás, Lula sim é racista – e um embaraço internacional…

Vão encher o saco dele.

Anúncios

2 Respostas para “Danilo Gentili e a Praga Do Politicamente Correto

  1. Ontem a noite estava conversando com o Papai Noel e o Coelhinho da Pascoa e ambos concordam comigo que ainda temos liberdade de expressão no Brasil.

    • Paulo Xará:
      Saindo de sua casa, logo na seqüência, o coelhinho da Páscoa e o Papai Noel passaram aqui em casa para pedir desculpas pela pobreza dos presentes – respectivamente – na Páscoa e no Natal.
      Contei a eles que o Estado de São Paulo está sob censura há quase dois meses, proibido de falar do filho do Sarney.
      Eles não quiseram acreditar e acharam que era mentira minha.
      Agora eu não acredito neles e eles não acreditam mais em mim.
      Pelo visto, meus próximos Natal e Páscoa vão ser ainda piores – por causa do Sarney.
      Abração e Volte Sempre.

      Renzo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s