O cantor favorito de Frank Sinatra fala de… Frank Sinatra

Um artigo de Tony Bennett para a Vanity Fair

…Na medida em que  Sinatra amadurecia, o elemento de seu canto que teve um efeito mais duradouro em mim foi bem melhor articulado pelo homem em pessoa. Ele disse uma vez em uma entrevista “Qualquer coisa que tenha sido dita sobre mim, do ponto de vista pessoal, é irrelevante. Quando eu canto, eu acredito. Eu sou honesto”.

Para mim, a marca do sucesso em cantar é “honestidade”, e isso é verdadeiro para qualquer tipo de vocalista, de Hank Williams a K. D. Lang, de Billie Holiday até Luciano Pavarotti, passando pelo próprio Sinatra. Os cantores que são mais honestos são os que ficam imortalizados. O escritor Pete Hamill uma vez observou que, ao contrário de Bing Crosby, o canto de  Sinatra “sempre revelava  mais do que ocultava” .

Honestidade emocional realmente tornou-se a premissa de cada gravação e de cada apresentação que eu fiz.

Sinatra foi a capa da revista Life em 23 de Abril de 1965. O título era “Sinatra Opens Up,” (Ou “Sinatra se Abre”) e ele falou com franqueza sobre outros  cantores, como Ella Fitzgerald e Sarah Vaughan. Em determinado ponto, ele disse, “Mas para mim, pessoalmente, Tony Bennett é o melhor cantor do ramo. Ele vai além do que  o compositor tinha em mente”. Eu gosto de acreditar que o que ele viu no meu canto foi o mesmo que eu – e milhões de outros – encontramos no canto dele.

Eu lembro um fim de tarde no começo dos anos 1970 quando eu estava me apresentando no Caesars Palace em Las Vegas e recebi um telefonema de um dos amigos mais próximos de Sinatra, o saxofonista Vido Musso.

Ele disse que Frank queria que eu fosse encontrá-lo no Vido (que tinha uma cozinha italiana soberba) para jantar depois do meu show, acrescentando “E traga o seu pianista, Ralph Sharon.” Ele me deu o endereço, que era um pequeno restaurante longe da rua principal da cidade, o que nos dava mais privacidade.

Éramos só os quarto e tanto o papo quanto a comida foram memoráveis. Frank refletiu sobre sua vida, sobre seus altos e baixos… a assombrosa trilha que ele percorreu desde o Hoboken Four (conjunto vocal no qual Sinatra estreou em um programa de calouros) em 1935 até tornar-se o “Rei” do mundo do entretenimento. Perto do final da noite, Sinatra disse, “Antes da gente sair, eu queria saber se você e Ralph podiam tocar alguma coisa”.

E naquela salinha pequena, tarde da noite, com Frank Sinatra a poucos metros, e inspirado pelo tempo que passamos juntos, eu cantei uma música de Jerome Kern. Foi um momento que eu nunca vou esquecer: “Yesterdays / Yesterdays / Days I knew as sweet / Sequestered days.… Sad am I / Glad am I / For today I’m dreaming / Of yesterdays.”

Ele começou como Frankie, então virou Frank, daí “the Chairman of the Board” e, é claro, “Ol’ Blue Eyes” – mas ele permeneceu fiel  a si mesmo e aos seus amigos … e foi meu melhor amigo. Um dos brindes favoritos de Frank era “Que você possa viver até os 100 anos de idade e que a última voz que você ouça seja a minha”

Anúncios

6 Respostas para “O cantor favorito de Frank Sinatra fala de… Frank Sinatra

  1. Olá renzo;

    Esse encontro, o papo que deve ter rolado, vale mais do que todos os livros de auto-ajuda. Imagine se pudéssemos estar sentado na mesa ao lado aprendendo a arte de viver e ainda ouvindo essas músicas eternas.

    Seu livro “Fica frio! Uma breve história do cool” é um alerta para as armadilhas que a mídia cria. Demorou pra chegar (problemas com a livraria), mas valeu a espera. Naquela lista, que não é a sua, dos cem atores mais cool de todos os tempos, não topo com Brad Pitt, Charlton Heston, Bruce Willis, Mel Gibson e Alec Baldwin. As histórias que você nos conta são fantásticas.
    Agora, o guia pra ser cool de Jim Bauer realmente é um prato de papa, vale pelos pitacos que você dá nas regras, ri bastante na resposta da regra sobre as fraquezas de todos nós…genial!
    Indico a todos os amigos que gostam de cinema, música e atitude.
    Parabéns!

    • Grande Sávio:
      Não sei o quanto dos elogios é pelos méritos do livro e quanto deve ser debitado na conta da gentileza com que você sempre me trata.
      Mas, qualquer que seja a razão, adorei ler
      Muito obrigado.
      Forte Abraço

      Renzo

  2. Gostaria que voces esclarecessem um duvidida.
    Uma vez ouvir um comentario que o cantor Franksinatra, teria nascido no brasil.
    Por favor mande algo p/mim que possa esclarecer minha duvida.

    Obrigado.

    • Oi, Francineide:
      Perdemos esta: o homem nasceu em Nova Jersey.
      E nasceu morto!!!
      Se vc é fã do homem, sugiro meu livro, “Sinatra – O Homem e a Música”
      A indicação é meio suspeita, mas fica a dica.
      Abração

      Renzo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s