A Filha de Michael Jackson

A única coisa inquestionavelmente boa que Michael Jackson fez, em uma vida cheia de polêmicas, foi preservar os filhos do circo ao qual ele foi exposto desde criança.
Ele, como poucos, entendia o preço que se paga por isso.
No mau gosto geral de um show funeral, incluindo a tentativa de alavancar a carreira de um calouro mirim de programas de amadores (Shaheen Jafargholi?? Que diabos esse menino estava fazendo lá? Já pra escola!!) , o momento mais espontâneo foi o de uma filha que se despede do pai morto precocemente.
Justamente por ser espontâneo, natural e – claro, até um filho-da-puta de carteirinha como eu, com registro na associação da categoria,  sou obrigado a reconhecer – doloroso, não deveria ser exposto ao mundo todo.

Transformar a morte em espetáculo pode ser ótimo para os negócios.

Não duvido que alguém já esteja pensando em transformar o funeral em DVD…
Mas o preço foi expor uma criança em seu momento mais frágil.

Exatamente o que o pai tentou impedir sua vida toda, desfazendo em uma tarde o maior acerto de 50 anos de vida.

Não é por acaso que as pessoas que aparentemente mais gostavam de Jackson, mesmo com todas as suas esquisitices, como Diana Ross, Elizabeth Taylor e Quincy Jones, não tenham dado as caras no espetáculo mais bizarro já transmitido pela TV.

Já a deputada Sheila Jackson Lee, representando o Congresso norte-americano, falou interminavelmente (qual político ia recusar um palanque como esses??), mostrando que as pessoas de vida pública lá de cima são tão inescrupulosas quanto as nossas.

Como dizia o Kiko, o mais sábio observador da espécie humana desde Freud, gentalha, gentalha, gentalha…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s