Fora o quê?

A dica veio de Anastase (Nasa) Kyriakos, que me acusa de ter feito este blog apenas para difamá-lo (Não é verdade. Esta foi a razão principal, mas não a única).
Um vídeo genial do Carlos Cardoso contando a história mais patética da breve vida do Twitter: O esforço de Marcos Mion ( e criaturas assemelhadas) para fazer Ashton Kutcher participar do “Fora Sarney”.
Kutcher é geralmente mais lembrado pela beleza dos seios (da esposa, Demi Moore, não dele – fique claro) do que pelo envolvimento em grandes causas políticas internacionais. Aliás, é para isso que Hollywood mantém a Susan Sarandon.
E, vamos combinar, Sarney não é exatamente o foco do resto do planeta…
A idéia de fazê-lo participar do movimento contra um senador amazônico aqui em Buenos Aires (pelo menos deve ser o que Kutcher deve ter pensado) não estava entre as mais brilhantes.
Neste vídeo, Cardoso resume brilhantemente a saga, com a presença de um velho freqüentador deste blog.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s