Filmes com Mensagem

Em um post anterior, escrevi “como já foi dito, se você quer “mensagem” não vá ao cinema, leia um telegrama”.

A intenção era sacanear os filmes com mensagens pacifistas, religiosas, sociais e o cacete a quatro.

O colunista da Folha Contardo Calligaris é especialista em assistir qualquer filminho e explicar detalhadamente suas ramificações psicológicas (nesta semana, sobre o filme “Tinha Que Ser Você” escreve: “Duas possibilidades: o amor surge quando está na hora de a gente se transformar ou, então, é por amor que a gente se transforma. Não é necessário tomar partido: talvez as duas sejam verdadeiras”.

Não, doutor. Ou é uma ou é outra. O resto é punheta com as idéias do Dr. Freud.)

Isso me lembra o grande Paulo Francis, entrevistando Sidney Lumet sobre o filme  Assassinato no Expresso do Oriente.

No meio da entrevista, Francis saca:

“O filme é sobre Watergate, não é?”

Lumet, é claro,  não ia responder: “Olha, é só um filminho de suspense meia boca baseado num Best seller da  Agatha Christie.” e parecer mais burro que o entrevistador.

O diretor concordou na hora.

Eu, cá entre nós, duvido que Lumet estivesse pensando no Nixon.

Mas, se você quiser, é um exemplo de filme com “subtextos mais profundos”.

Neste caso, O Dia Depois de Amanhã não é só uma aventurazinha meia boca com efeitos especiais para disfarçar. É um profundo discurso ecologista, alertando sobre as mudanças climáticas.

 

E também  não vamos excluir o filme  One-Eyed Monster, de 2008, dirigido por Adam Fields, em que o pênis de Ron Jeremy se separa do seu corpo e começa a matar pessoas isoladas em uma cabana.

Pode ser uma metáfora sobre o distanciamento entre sexo e amor da sociedade contemporânea – ou melhor, sobre como a predominância da pulsão do prazer (Eros) sobre a racionalidade pode evocar a pulsão da morte (Tanatos).

Não é necessário tomar partido: talvez as duas sejam verdadeiras (está vendo como é fácil brincar de ser Calligaris)

Como dizia o grande Nelson Sargento: ‘Nosso amor é tão bonito/ você finge que me ama/ e eu finjo que acredito”.

Anúncios

4 Respostas para “Filmes com Mensagem

  1. Isso me lembra Maciste, o Hércules italiano. Meus filhos ficaram anos duvidando da existência dos filmes do Maciste, até que chegou a internet e provou que eu estava falando a verdade. Maciste segurou um navio com uma corda amarrada nos seus dentes, não deixou os piratas fugirem com o tesouro. Que metáfora! Seja lá o que significa. Mas que é do caralho, é. Algum palpite, Renzo Francis Calligaris?

    • Grande Nei:
      Bom, se ele segura os fugitivos com a boca, pode ser a força da palavra contra a espada.
      Ou pq é bom usar um bom dentifricío.
      A boca pode mais do que o braço – faz sentido?
      Eu iria por aí.
      Abração
      Renzo

  2. Renzo, modestamente, creio que fiz uma brilhante análise sobre o simbolismo da clássica cena da escadaria, candelabro e imagem da Virgem em “Blackenstein”. Aquilo sim é que é uma alegoria riquíssima sobre a relação psicológica entre o ser humano e a inevitabilidade da morte.

  3. Kurt:
    Kurt:
    Já tinha lido (acho que no dia que foi postado) e adorei.
    Pode tirar o “modestamente” pq teu texto é muito melhor que o do gatão da meia idade, Calligaris e suas ricas reflexões sobre a vida e os traumáticos desafios impostos pela tarefa de administração do ego, id e superego inspirada por qualquer filmeco que aparece pela frente (quando ele vê filme iraniano ou vai viajar e entra num museu, então, deus nos livre…)
    Abração

    Renzo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s