O Que Aconteceu com Michael Jackson em Abril de 1984

Até abril de 1984 muita coisa já tinha acontecido com Michael Jackson.

Ele já tinha encontrado o parceiro que o ajudou a definir o seu som, o produtor musical, compositor e arranjador Quincy Jones, e com ele gravou os dois melhores álbuns de sua carreira:

Off the Wall, de 1979, e, em 1982, Thriller, que até 2006  havia sido adquirido por mais de 104 milhões de pessoas , sendo o álbum mais vendido da história da humanidade (e com as mudanças do mercado fonográfico, marca que jamais será ultrapassada).

Em março de 1983, depois de se apresentar no espetáculo NBC’s Motown 25: Yesterday, Today, Forever , ele recebeu uma ligação de um veterano para elogiar sua dança. “Você se mexe bem pra diabo… um dançarino selvagem.” O elogio vinha de Fred Astaire, o que não era pouca coisa.

Enfim, até Abril de 1984, já tinha acontecido quase tudo que podia consagrar Jackson.

E, neste mês, ele decidiu visitar Quincy Jones, que estava trabalhando no álbum de jazz de um veterano cantor.

Quando o viu no estúdio, o cantor disse ao engenheiro de som  Phil Ramone: “Se eu não pegar um autógrafo para a minha neta, vou ter um problemão. Você acha que ele se incomoda de me dar um autógrafo”

Ah, sim, o nome do cantor era Francis Albert Sinatra e a informação está no livro Sessions With Sinatra de Charles L. Granata (além de devidamente reproduzida em meu livro “Sinatra – O Homem e a Música”)

Quando Frank Sinatra pede O SEU AUTÓGRAFO, seu lugar no panteão dos deuses da música está assegurado – não importa o que venha depois.

E, claro, o que veio depois foi uma longa e triste decadência, um enlouquecimento progressivo.

“And no one’s gonna save you from the beast about to  strike” cantou ele profeticamente em Thriller.

Ninguém vai te salvar da besta que ronda para te atacar. Mas a besta não é a morte ou a solidão.

É a caricatura em que todos nos transformamos com o tempo.

Inclusive os deuses.

16 Respostas para “O Que Aconteceu com Michael Jackson em Abril de 1984

  1. Olá Renzo,
    pensava que o século 20 tinha acabado com a morte do Frank.
    Tinha um fiapo ainda. Michael Jackson me fez lembrar diversas passagens da minha vida em que as suas músicas estavam presentes. Não quero pensar na loucura, nos desvios…não me interessam. A emoção me tomou conta, um misto de pena pela perda de um mito, da degradação em vida e saudade da época em que vivi ouvindo e assistindo aos clipes geniais. Ele já vinha morrendo desde a data que você disse.
    Agora, pra mim, musicalmente, acabou pra valer o século passado: Frank Sinatra, Elvis Presley, Beatles e Michael Jackson.
    Parafraseando P. Francis, “estou tecnicamente morto”´(em termos musicais).
    Abraço.
    Sávio

  2. Oi Renzo, passei a ler o seu blog através do amigo Sávio, mas discordo sobre a morte de MJ a cerca de parte do comentário do Sávio, eu vejo agora é que ele está mais vivo que do que nunca.

    Freitas Jr.

    • Freitas:
      Bem vindo.
      Ambos têm sua parcela de razão: A carreira de Michael Jackson está mais viva do que nunca porque seu principal sabotador saiu de cena: ele mesmo.
      Parce sepultis, já diziam os latinos.
      Traduzindo: Sepultado, Perdoado.
      Agora, fica a arte.
      Abração

      Renzo

  3. Grande Nei Duclós:
    Obrigadão pela gentileza.
    Forte Abraço – mas vale lembrar que vc escreve muito melhor do que eu.
    Renzo

  4. Olá Renzo;
    Meu amigo Jr. não entendeu. Óbvio que “ele está mais vivo do que nunca”. Vai vender bastante. ocorreu com o Elvis.
    Infelizmente essa era a melhor saída para pagar a imensa dívida que contraiu. Ficou constatado que não teria fôlego para realizar tantos shows.
    Uma pena.
    Grande abraço.

    P.S. Ontem assisti ao vídeo (L.A. Is My Lady) do Sinatra em que os dois se encontram. Apesar da divisão da crítica, gostei muito desse disco do Frank.

    • Esse álbum é um dos meus favoritos. Tem um sabor de jazz, com a nata das feras – George Benson na guitarra (entre outros).
      É um álbum meio subestimado.
      O engraçado é que o Frank não queria mais gravar com orquestra de cordas pq achava que a voz dele não era mais tão boa (vai entender…), daí o formato big band.
      Grande álbum. Dá pra ver o prazer do Quincy Jones em reger o trabalho.
      Renzo

  5. Bem Renzo, como Sávio mesmo disse, MJ fez parte de boa parte de nossa juventude, “tertúlias”..rs..e não baladas como hoje em dia que só rola drogas e danças malucas..rs..mas não sei ainda o motivo, mas MJ não entrou em meu coração e dentro de minha sensibilidade musical, creio em boa parte por sua voz que nunca apreciei tal estilo, diferente de Sinatra, ele não era elegante, não tinha dicção perfeita e nem um charme, grande parte de seu sucesso creio eu, deveu-se e deve-se a midia e sua dança realmente interessante e frenética..e concluo com uma boa comparação: Sinatra e pelé, se tivessem no auge da carreira com a midia dos ultimos 20 anos, não teria dinheiro no mundo que pagasse um salário para pelé e um show de Sinatra..abraços..Roberto

  6. Olá Renzo, tudo bem? Sou amigo do Sávio aqui de Fortaleza e Sinatrologo também, tenho seu livro do Sinatra e acompanho seu blog a algum tempo, só agora resolvi participar.

    Não gostei muito do topico “MAGICO”, em que brincam com Sinatra e sua fama de “MAU”.Quanto a Michael Jackson , Sinatra jamais deveria ter pedido seu autografo..rs..pois MJ na minha opinião não passou de um grande dançarino..abraços..Roberto Carvalho

  7. Bem, gosto não se discute…
    Eu amo MJ, amo ELVIS, gosto de Sinatra, de Fred Astaire… enfim, todos serão Eternos. Foram os únicos, indiscutíveis, artistas perfeitos!
    Como eu costumo brincar, Elvis e MJ estão vivos! E estarão sempre vivos… pelo menos na memória dos fãs…

    Bjs e adorei o blog

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s