Palahniuk e a Asfixia Autoerótica

Chuck Palahniuk, falando sobre a asfixia autoerótica que levou David Carradine, no conto Guts:

“Olhando em retrospecto, os experts em psicologia de garotos, conselheiros de escolas agora dizem que a maior parte dos suicídios de adolescentes eram garotos tentando se sufocar enquanto se masturbavam. Seu pessoal então os encontrava, com uma toalha enrolada no pescoço, a toalha amarrada no armário, o garoto morto. Esperma morto por todo lado. Seu pessoal limpava tudo, é claro. Colocavam as calças no garoto.

Faziam parecer melhor. Pelo menos, intencional.

O tipo comum e triste de suicídio adolescente.”

Agora a Família de David Carradine pede investigação do FBI

Não deixa de ser, como contou Palahniuk, uma forma de colocar as calças no morto e limpá-lo.

“Fazer parecer melhor”, para usar as palavras do escritor.

Na verdade, se quiser investigar, o FBI não precisa ir muito longe.
Em um processo arquivado em 2003  na Corte Superior de Los Angeles, a mais recente esposa de Carradine o acusa de “comportamento sexual pervertido e potencialmente mortal”, além de atos incestuosos com um membro muito próximo da família.

As alegações de Marina Anderson…

…estão no “Smoking Gun”, onde ela acrescenta que a ator a denegria, tocando-a de forma imprópria e insistindo para que ela mostrasse os seios em lugares públicos.

Em outras palavras, aparentemente, quanto mais o FBI se envolver, pior será para a imagem póstuma do ator.

Últimas Imagens de David Carradine Vivo

Anúncios

Uma resposta para “Palahniuk e a Asfixia Autoerótica

  1. Pingback: Começou o Festival de Bobagens Sobre a Morte de Carradine « Renzo Mora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s